Suspeito de divulgar pedofilia infantil na internet é preso em Paulínia

A ação integra a operação #Undergound 2, com prisões e apreensões em outros estados

Na manhã de quinta-feira (26), a Polícia Federal prendeu em flagrante um homem de 28 anos com fotos e vídeos de crianças e adolescentes em cenas de abuso sexual em Paulínia. O suspeito é, segundo a investigação, usuário da chamada Deep Web [web profunda], ou seja, que não é tão fácil de acessar por qualquer usuário da internet. A ação integra a operação #Undergound 2, com prisões e apreensões em outros estados.

Segundo a PF, a investigação teve início de 2016 com a parceria da polícia alemã. Havia a informação de um usuário da rede Gigatribe, que se utilizava de conexões na internet na cidade do interior paulista para divulgar e compartilhar arquivos contendo abusos contra menores de 18 anos.

Na casa do suspeito foram apreendidos três HDs, um notebook, 11 mídias (CDs e DVDs), um pen- drive e um aparelho celular. O aparelho foi destruído na frente dos policiais pelo suspeito no momento das buscas, segundo os federais.

O homem foi conduzido à Delegacia Federal em Campinas, onde foi indiciado e preso em flagrante pelos crimes de possuir e divulgar imagens de menores em abuso sexual. Ele também foi indiciado por resistência.

Como já havia sido investigado e preso em 2009, e pela posse de arquivos com conteúdo de abusos sexuais, a autoridade policial deixou de arbitrar fiança e representou por prisão preventiva.

(Polícia Federal/Divulgação): Preso pela PF é conduzido por policiais em Campinas

© 2020 Jornal de Paulínia