Pais de alunos flagram escola infantil da rede pública de Paulínia com infestação de ratos

Os casos foram registrados na Emei Rosa Vassalo Secomandi no bairro Vila Bressani

Pais de alunos flagraram ratos dentro de uma unidade escolar da rede pública de Paulínia na quarta-feira (11). Fotos feitas por uma das mães mostram os animais já mortos em uma lixeira da escola. Funcionários confirmaram ao portal de notícias G1 que desde a última semana são encontrados, em média, um rato por dia. Só nesta quarta foram três, inclusive entre os cobertores usados pelas crianças.

Os casos foram registrados na Emei Rosa Vassalo Secomandi, que é da Prefeitura e fica no bairro Vila Bressani. A administração municipal programou limpeza e desratização para os próximos dias. As aulas desta sexta-feira (13) foram suspensas na escola.

"Hoje mataram mais três ratos, um deles saiu de uma sala e foi pra sala da minha filha. Elas estavam no pátio na hora. Apareceu na quarta passada e a escola não falou nada. [...] Não vou levar ela essa semana. Como vou levar com um monte de ratos na escola? Um absurdo", desabafa a advogada Amanda Lopes Diaz, mãe de uma menina de 5 anos.

De acordo com Amanda, ela ficou preocupada quando soube que os animais estavam em edredons, porque a filha dela pode ter usado.

"Fiquei desesperada. A diretora informou que não foram usados os edredons", completa.

(Divulgação): Fotos feitas por uma das mães mostram os animais já mortos em uma lixeira da escola.

Risco

Outra mãe que tem duas filhas na escola, e preferiu não ser identificada na reportagem, conta que acompanhou uma visita nas dependências da unidade na terça (10), solicitada pelos pais, e encontrou baratas e sujeira na cozinha. Ao saber que mais ratos foram encontrados, também buscou as filhas mais cedo nesta quarta.

A fisioterapeuta Juliana Martinati Araújo também tem uma filha de 5 anos e está preocupada com a falta de limpeza. Ao buscar a filha nesta quarta, a menina contou o ocorrido. "Ela acabou de falar que ainda tem ratos na escola".

Segundo Juliana, uma professora chegou a tirar as crianças da sala de aula por conta dos animais. "Eu fiquei sabendo através de uma outra mãe que foi buscar os filhos e tinha uma professora tirando os alunos da sala porque tinha ratos na sala. Depois foi visto cocô de rato pela escola", conta.

O que diz a Prefeitura?

Segundo nota enviada pela Prefeitura de Paulínia, numa mesma quadra ficam, além da Emei, uma creche e um Centro Municipal de Ensino Profissionalizante (Cemep). A creche passou por desratização no início de abril, como parte de um procedimento periódico, de acordo com a Unidade de Vigilância e Zoonoses (UVZ).

De acordo com a Prefeitura, foi programado um mutirão de limpeza nas três unidades e nos arredores na quinta (12) e sexta (13). "A Secretaria de Obras e Serviços Públicos realizará roçada, retirada de galhos e entulhos no entorno. A Secretaria esclarece ainda que todas as unidades de ensino possuem funcionários de limpeza e que periodicamente contam com o trabalho de uma equipe volante que atua para intensificar a limpeza nas escolas"

Na sexta, a partir das 17 horas, também serão realizados os procedimentos de desratização e dedetização nas três unidades, informou a administração municipal. Somente na Emei não haverá aula.

A UVZ informou que "as armadilhas para roedores instaladas na escola são totalmente inofensivas para seres humanos".

Fonte G1