Pastor é denunciado por assediar quatro adolescentes em Paulínia

As adolescentes tem 13,15 e as outras duas 17 anos de idade

Um pastor foi denunciado por assediar adolescentes em Paulínia. As vítimas, quatro meninas que frequentam a Igreja, apresentaram mensagens trocadas com o acusado como prova.

O Pastor trocava mensagens por um aplicativo de celular com as vítimas, o abusador chegou a marcar encontro com as vítimas, além disso ele pedia para que uma das garotas tocasse suas partes intimas e chegava a estimular o relacionamento dela com outra garota.

Uma das mães das vítimas, disse: "Ele pegou na bunda de minha filha, né, num desses dias de aula dominical, né... e dava beijinho no rosto, e abraçava as "menina" por trás, que eu acho que isso não é procedimento, isso não é conduta de um pastor."

A mãe de outra vítima descobriu os abusos quando a filha desinstalou o aplicativo de celular "Whatsapp" e parou de ir à igreja, foi ai que a mãe resolveu investigar e conseguiu encontrar as mensagens de abuso da filha com o pastor. A mulher prestou boletim de ocorrência na DP de Paulínia e avisou as outras mães.

As adolescentes tem 13,15 e as outras duas 17 anos de idade, as mães contam que as meninas se sentiam manipuladas pelo pastor.

Quatro boletins de ocorrência foram registrados. As adolescentes foram ouvidas e o pastor deverá ser chamado para prestar esclarecimentos. Agora com as provas em mãos, deve ser pedida a prisão preventiva dele, mas as mães acreditam que ele já tenha fugido da cidade.

(Reprodução/SP Record): O abusador trocava mensagens por um aplicativo de celular com as vítimas.