Paulínia prevê arrecadação de R$ 1,5 bilhão em 2018, valor é 9,46% maior que do último ano

A maior parte dos custos da Prefeitura deve ser direcionada para as áreas da Educação e da Saúde

(Divulgação): O orçamento foi aprovado pela Câmara Municipal, com 11 emendas das 23 apresentadas inicialmente.

Foi sancionada no último dia 27 de dezembro, a Lei nº 3614/2017 que estima a receita e fixa a despesa do orçamento geral do município de Paulínia para o exercício financeiro de 2018 no valor de R$ R$ 1.526.253.000,00 (um bilhão, quinhentos e vinte e seis milhões, duzentos e cinquenta e três mil reais), o valor é 9,46% maior que os R$ 1.394.390.600 do orçamento do último ano. O orçamento foi aprovado pela Câmara Municipal em sessão realizada no dia 26 de dezembro, com 11 emendas das 23 apresentadas incialmente. Deste montante o Legislativo receberá R$ 34.300.000,00 (Trinta e quatro milhões e trezentos mil reais) e a PauliPrev R$ 131.538.000,00 (Centro e trinta e um milhões, quinhentos e trinta e oito mil). A maior parte dos custos da Prefeitura deve ser direcionada para as áreas da Educação e da Saúde. As despesas na Educação são estimadas em R$ 372.240.000,00. Já na Saúde, a estimativa é de despesas na ordem de R$ 343.519.000,00. De acordo com a Lei, a receita pública se constitui pelo ingresso de recursos públicos de caráter não devolutivo auferido pelo ente municipal, para alocação e cobertura das despesas públicas. Também foi sancionado o PPA (Plano Plurianual) para o quadriênio 2018-2021.