Prefeito Dixon cancela concessão do “bolsão de estacionamento” da AUPACC e entidade pode fechar as p

Entidade informou que não houve nenhuma procura por parte do prefeito Dixon para uma possível renovação, somente foram notificados

(Correio): A entidade utilizava o espaço desde 2008 e o dinheiro cobrado por veículo estacionado era aplicado no atendimento a pacientes de câncer

A AUPACC (Amigos Unidos por Amor Contra o Câncer) de Paulínia publicou na terça-feira (24) em sua rede social, um esclarecimento sobre o fim da concessão administrativa do imóvel utilizado pela entidade como “bolsão de estacionamento”. A notificação foi assinada pelo prefeito Dixon Carvalho (PP) no último dia 20. A concessão autorizou durante nove anos a utilização do espaço pela entidade.

Localizado nas proximidades da antiga rodoviária na Avenida José Paulino, o bolsão era uma das principais fontes de renda da AUPACC que, além de oferecer serviço de lava-jato, cobrava entre R$ 2 (30min) e R$ 4 (1 hora) por veículo. A renda ajudava a manter as despesas e atendimentos que a entidade proporciona aos pacientes oncológicos.

Em contato com a entidade, foi informado que não houve nenhuma procura por parte do prefeito Dixon para uma possível renovação, somente foram notificados sobre o fim da concessão.

“Tínhamos conhecimento que o contrato de cessão do imóvel estava vencido e a partir disso poderia ser encerrado. Tivemos uma conversa informal com o executivo, onde foi exposta nossa vontade de renovação. Contudo fomos orientados a aguardar uma segunda conversa para definição, mas infelizmente não ocorreu”, afirmou a entidade.

Após o fim da concessão, a dúvida que fica é: que medidas serão tomadas daqui pra frente pela entidade?

A AUPACC informou que buscará parcerias com empresas e com a própria população para que a entidade não feche as portas.

“As pessoas continuarão sendo atendidas com todo amor e respeito até o fim que, torcemos e temos fé, não irá acontecer, anjos já estão chegando para nos ajudar”, afirmou.

O esclarecimento por parte da entidade gerou revolta e comoção dos moradores de Paulínia. A publicação teve quase cinquenta compartilhamentos e centenas de comentários. Muitos preocupados com o futuro da entidade e se prontificando a ajudar, já que nem a própria AUPACC sabe o real motivo para tal atitude do prefeito Dixon.


Na Câmara Segundo a vereadora Fábia Ramalho (PMN), na sessão desta terça-feira (24), a presidente do AUPACC, Elisabete Schiavi, informou que a entidade arrecadava cerca de R$ 3 mil mensais, utilizando o "bolsão de estacionamento". Ainda de acordo com a vereadora, a presidente disse que o fim da concessão de uso não provocará o fechamento da entidade, mas que a renda proveniente dela ajudava muito o atendimento aos pacientes.


Como ajudar?

A sociedade pode ajudar a entidade através de doações em espécie através de conta bancária: Itaú |agencia: 8361 | C/C: 07303-7, doando itens para serem vendidos e revertidos para a entidade; adotando profissionais com especialização na área de oncologia, como fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo, assistente social, etc.


AUPACC

A AUPACC é uma entidade de saúde sem fins lucrativos, que realiza um trabalho assistencial voltado ao atendimento de pessoas acometidas pelo câncer e seus familiares.

Criada em 2003 pela iniciativa de um grupo de pessoas de Paulínia acometidas pelo câncer, que diante da falta de recursos especializados que as acompanhasse no percurso do tratamento, uniram-se para apoiar umas às outras, criando um grupo para atender essas necessidades.

A sede da AUPACC fica situada na Rua General Osório, nº 335, bairro Jardim Calegaris. Mais informações através do telefone (19) 3933-2122


© 2020 Jornal de Paulínia