Polícia Civil realiza busca na casa do filho de Lula em Paulínia após denúncia anônima

Uma denúncia anônima indicava a presença de drogas ilícitas na residência

(Internet): O ex-presidente Lula e seu filho Marcos Lula da Silva.

A Polícia Civil realizou, na última terça-feira (10), uma busca na casa de Marcos Lula da Silva, filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Paulínia. Uma denúncia anônima indicava a presença de drogas ilícitas na residência. Segundo a defesa do ex-presidente, a polícia não encontrou substâncias ilícitas durante a vistoria no local.

Em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins classificou a ação como abusiva. "A busca e apreensão, feita a partir de denúncia anônima e sem base não encontrou no local o porte de qualquer bem ou substância ilícita, o que é suficiente para revelar o caráter abusivo da medida", afirmou. O Partido dos Trabalhadores (PT), também por meio de nota, criticou a ação da polícia. "A operação policial na casa de Marcos Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, a partir de uma suposta e falsa denúncia anônima, foi uma violência que tem de ser explicada por todas as autoridades envolvidas", escreveu a senadora Gleisi Hoffmann, presidente do partido.

O texto afirma que a medida foi tomada "sem qualquer fundamento real" e que a "perseguição a Lula e sua família não tem limites."

Marcos Lula, filho biológico de Dona Marisa, foi criado como filho mais velho do ex-presidente. Com carreira na política, foi diretor de Turismo e Eventos na Prefeitura de São Bernardo do Campo durante a primeira gestão do petista Luiz Marinho (2009-2012). Ele deixou a secretaria em 2012 para se eleger vereador, posto que ocupou até o ano passado, quando não conseguiu ser reeleito. Marcos já havia tentado ocupar o cargo em 2008, mas teve a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Fonte Repórter Diário