Mesmo com dificuldade financeira, Paulínia terá sua 21ª Secretaria Municipal

O Projeto de Lei para a criação da secretaria, feito por Dixon Carvalho, custará até 2019 cerca de R$ 1 milhão

(Internet): Fachada da Prefeitura Municipal de Paulínia.

Os vereadores de Paulínia aprovaram em segunda e última discussão a criação da 21ª Secretaria Municipal de Paulínia. A nova secretaria é a de Administração, que cuidará de licitações, compras, contratos, materiais e patrimônio do Município. A votação foi na sessão da Câmara da noite da última terça-feira (26).

Com a nova secretaria, o governo municipal vai nomear mais um secretário e um chefe de gabinete para compor o primeiro escalão, com os respectivos salários de R$ 12 mil e R$ 10,9 mil.

Pelo projeto de lei do Executivo, a nova Secretaria de Administração custará até 2019 cerca de R$ 1 milhão do dinheiro dos contribuintes. Enquanto o prefeito Dixon Carvalho (PP) não sanciona a lei, a pasta continua integrada à de Finanças.

A proposta havia sido aprovada em primeiro turno, dia 1º de agosto, por 10 votos favoráveis e 02 contra, dos vereadores Tiguila Paes (PPS) e Kiko Meschiati (PRB).


Pauta

Os vereadores ainda aprovaram outros 19 itens da pauta durante a 16ª Sessão Ordinária, que teve início às 18h30. Além de projetos de lei e decretos legislativos, foram apreciados 33 requerimentos, oito moções e 50 indicações.