Contas municipais de Pavan Junior e Moura Junior são reprovadas em sessão na Câmara de Paulínia

Moura Junior e Pavan Junior ficarão novamente inelegíveis pelos próximos oito anos

(Imagem Correio Paulinense): Os ex-prefeitos José Pavan Junior (PSDB) e Edson Moura Junior (PMDB).

Na terça-feira (26), a Câmara de Paulínia votou e reprovou em primeira discussão as contas municipais referentes a 2013, acompanhando parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Em 2013, os prefeitos Edson Moura Junior (PMDB) e José Pavan Junior (PSDB) se revezaram seis meses cada um no comando da cidade e o TCE apontou várias irregularidades nas duas gestões.

Se as contas forem rejeitadas em segunda e definitiva discussão, provavelmente na próxima sessão, dia 10 de outubro, Moura Junior e Pavan Junior ficarão novamente inelegíveis pelos próximos oito anos.

Os ex-prefeitos Moura Junior e Pavan Junior tiveram as contas de seus governos de 2012 e 2014 reprovadas neste ano pela Câmara de Paulínia a pedido do TCE por irregularidades administrativas e já estão inelegíveis pelos próximos oito anos.