Paulínia cai quatro posições entre as cidades mais seguras do País

Em 2016, Paulínia era a 2ª cidade mais segura do Brasil; este ano, município está em 6º lugar

Paulínia caiu quatro posições na lista das 30 cidades com os melhores índices de segurança do Brasil, de acordo com o ranking da Connected Smart Cities, da consultoria Urban Systems, divulgado pela Revista Exame. Em 2016, Paulínia ocupava a 2ª posição como cidade mais segura do Brasil. No entanto, este ano, o município caiu para o 6º lugar. Em 1º está a cidade de Vinhedo com o melhor índice de segurança do País. Em relação ao ano passado, a cidade conseguiu subir duas posições.

O estudo revelou que mesmo as melhores cidades do ranking deixaram a desejar. Vinhedo, a 1ª da lista, somou 2,172 pontos – o equivalente a 36% da pontuação máxima que poderia atingir (de 6 pontos). Paulínia obteve 1,539 ponto – ou 25% do total possível.

Critérios O estudo para eleger o ranking leva em consideração alguns critérios, como: taxa de homicídios; acidentes de trânsito; monitoramento de áreas de risco; iluminação pública; despesas com segurança, além do efetivo de policiais, guardas civis municipais e agentes de trânsito. Cada indicador recebeu um peso de acordo com sua relevância – totalizando 6 pontos.

Falta de viaturas Em dezembro do ano passado, os veículos locados pelo município para compor a frota da Guarda Municipal foi recolhida. Na época, a Prefeitura havia informado por nota à imprensa que “a frota de viaturas da Guarda Municipal e de ambulâncias está sendo renovada. Os veículos serão trocados por novos, conforme contrato já assinado e publicado no Semanário Oficial do Município, sem prejuízos à população”.

No entanto, até esta semana, a reposição ainda não havia sido realizada. A última locação feita pela Prefeitura, publicada no Semanário Oficial de 25 de maio, foi de 56 veículos que passaram a incorporar a frota municipal – no valor de R$ 4 milhões no ano -, no entanto, nenhum desses veículos havia sido destinado à Guarda Municipal.

Reposição Depois de um pedido feito pelo Jornal de Paulínia para posicionamento da Prefeitura sobre a situação, nesta quarta-feira (12) a Secretaria de Segurança informou que recebeu oficialmente seis viaturas, sem contar os 11 veículos já recebidos este ano, totalizando em 14 veículos disponíveis para o patrulhamento atualmente.

O secretário de Segurança, Emerson Baptista, ainda garante que mais seis viaturas chegarão para compor a frota da GM. “Ainda este ano teremos mais seis viaturas e vamos deixar nosso efetivo atual bem diferente daquilo que encontramos o governo. Em janeiro, quando assumimos, encontramos apenas três viaturas”, diz o secretário.