Hemocentro lança campanha de doação de sangue no inverno

Hemocentro da Unicamp precisa de mais doadores com os sangues tipos O e A (positivo e negativo)

O Hemocentro da Unicamp lançou na quarta-feira a campanha de Inverno “Junho Vermelho”. O objetivo é motivar a população da região a doar sangue, que nesta época do ano apresenta queda devido ao frio e à chuva.

Este mês de maio é um dos piores dos últimos anos, com uma redução de 20,6% em relação ao mesmo período do ano passado, o que representa cerca de mil bolsas a menos coletadas. A queda vem se arrastando desde o mês de março. A situação é tão grave, segundo a direção do Hemocentro, que caso ocorra uma demanda em função de algum grande acidente ou catástrofe com múltiplas vítimas, o estoque atual atende somente dois dias de consumo de derivados de sangue. O ideal é um estoque para cinco dias de consumo. O foco é para os sangue tipos O e A (positivo e negativo).

Também é grande o risco de cancelamento de cirurgias em diversos hospitais atendidos pelo Hemocentro, ou mesmo falta de sangue e hemoderivados para atendimentos de urgência e emergência. Outro indicativo da queda nas doações é o impacto da vacinação de febre amarela. Somente no mês de maio houve uma rejeição de 4,5% em todas as doações por este motivo.

A redução dos doadores no Inverno varia entre 5% e 8%, e se estende por mais tempo, ocasionando a diminuição dos estoques.

Inverno A campanha “Junho Vermelho” é apoiada pelo governo do Estado de São Paulo que instituiu, a partir deste ano, a data como parte do calendário oficial de datas e eventos do Estado (Lei Nº 16.389, de 15 de março de 2017). Em São Paulo, vários lugares e monumentos ficarão iluminados de vermelho durante o mês todo para lembrar as pessoas da importância da doação.

O Hemocentro da Universidade Estadual de Campinas fica na Rua Carlos Chagas, 480, Cidade Universitária, Campinas. Mais informações também pelo telefone (19) 3521-8705. Fonte: RAC